Notícias

 
HÁ SEMPRE ALGO DE AUSENTE QUE ME ATORMENTA...

FICHA TÉCNICA

Elenco: Miriam Palma e Luana Império

Autor : Marcelo Novazzi

Direção: Miriam Palma

Músicas: Miguel Briamonte

SINOPSE

 A peça “Há sempre algo ausente que me atormenta… “ (cujo nome se refere à frase famosa da escultora francesa Camille Claudel, que consta em uma carta escrita ao escultor Auguste Rodin), se passa em 1932 num manicômio, na França. A escultora está internada neste hospício e parece não acreditar mais que dele sairá. A partir da carta que Camille recebe do amigo e incentivador Eugene Blot, a personagem começa a questionar sua vida, seu romance com Rodin e sua obra, e perceber quão entrelaçadas elas estão. Mas, apesar da mágoa e apatia, existe ainda um lado ingênuo e romântico que faz com que nutra uma certa esperança de ter novamente uma vida normal, perto da família. Pelo fato do texto apresentar esses dois lados da alma fragmentada da escultora, e também por causa da esquizofrenia da qual sofria, a personagem é interpretada por duas atrizes, uma mais madura e outra mais jovem, que representam Camille em duas fases de sua vida no manicômio.

 Apesar de, em alguns momentos, as duas “Camilles” dialogarem, é como se fossem monólogos, num embate reflexivo, em que a Camille madura interage como alter ego da outra. 

Marcelo Novazzi é dramaturgo, cronista e publicitário.  Escreveu as peças “O imortal”, “Pietà”, “Queria matar alguém para ver como era”, entre outras. Recebeu o prêmio de 3. lugar no Concurso Literário do Sindicato dos Publicitários com o livro de contos “Pão Comido, Amigo Despedido”. Escreve mensalmente crônicas para o Jornal Clarim da Ilha, de Ilhabela.  

Miriam Palma é diretora, atriz, dramaturga e roteirista. Atuou em diversos espetáculos com destaque em peças como “As Encalhadas”, direção de Bibi Ferreira,  “Trair e coçar é só começar”, em que interpretou a empregada Olímpia; ” Viagem ao centro da terra”, ” Castro Alves pede passagem” (Gianfrancesco Guarnieri), “O Parque” ( Botho Strauss), “Macário” (Artur de Azevedo) e vários outros. 

Em tv participou da minissérie “Cinquentinha”, de Wolf Maia, da telenovela  “amor à vida”, e outros. Como diretora dirigiu  os espetáculos Jeitinho Brasileiro,  A Difícil arte de ser homem e vários outros. Em As Encalhadas, além de autora é responsável pela direção de atores. Como dramaturga escreveu “Homens no Divã” (há três anos em cartaz), ” Dilema”, inspirado na obra de O. Wilde e muitos outros textos montados com sucesso. Estudou na New York University atuação, dramaturgia e roteiros para cinema e TV. É graduada em jornalismo pela ECA-USP e atriz pelo Indac.

Luana Império é atriz. Participou de vários espetáculos teatrais entre eles Hair, Grease e West Side Story. Colagem de Cenas de Nelson Rodrigues, direção Jair Assumpção;  Flor de Obsessão – Peça Teatral, direção de Inês Aranha. Foi assistente de direção teatral nos espetáculos “Esperando Godot”, direção de Sérgio Ferrara;  “É…Amor…Vamos?”, direção de Brian Penido Ross. Participou em projetos cinematográficos e televisivos como Programa “Longa metragem”da TBS (Warner), com Fabio Rabin; Web-série Monte Carlo e outros.

Miguel Briamonte é compositor premiado, arranjador requisitado por grandes artistas e virtuose ao piano. Atualmente participa do espetáculo “Forever Young”.

LOCAL: PAULICEIA CULTURAL- RUA ARRUDA ALVIM, 127- TÉRREO- PINHEIROS- PRÓXIMO AO METRÔ CLINICAS 

Fale Conosco / Cadastre-se para receber novidades
 

Quem Somos

A Cia. das Artes existe há 20 anos e há 10 trabalha com a formação de atores na cidade de São Paulo. Calcado na certeza de que a “prática traz o conhecimento”, o grupo já estreou mais de 60 espetáculos, levou milhares de pessoas ao teatro e participou do desenvolvimento de centenas de estudantes de artes cênicas. saiba mais

Reserva de Matrículas

  • Radio Baruk

  • Previsão do Tempo

  • Parceiros
  • Apoiadores
  • Av. Paulista, 2202 - Bela Vista, São Paulo - SP, 01310-300
    Oficinas e WhatsApp (11) 97955-5242 / Administrativo: (11) 3181-8905
    criação: